O site da Menina Feliz utiliza cookies. Saiba mais sobre nossas Políticas de Cookies clicando aqui. Ao navegar você concorda com a sua utilização.
Saiba mais sobre os cookies em nossa Advertência Jurídica e Políticas de Privacidade

TENTAÇÃO… Como resistir ?

TENTAÇÃO… Como resistir ?

A quem devemos ouvir, quando o assunto é tentação? Atendemos a vontade irracional e quase descontroladora, ou ouvimos a nossa consciência e tudo que aprendemos entre “certo e errado” na vida?

É óbvio que, em todas as situações (não só nos relacionamentos interpessoais) a tentação existe e nos coloca em dilemas. Mas se aprendermos a “regra básica” de como evitar as tentações prejudiciais, podemos ter uma qualidade de vida muito melhor, sem tantas dores na consciência. E isso por si só, já alivia a alma e te ajuda a estar (muito mais) próxima da felicidade.

Sabe aquela sobremesa difícil de resistir, mas que é necessária para se manter o corpo “em forma” ?
Então… Porque não fazer o mesmo com a moral e a alma ?

Existem coisas que são gostosas e até por isso, tentadoras. Mas assim como você respeita seu corpo, quando não ingere nada que vá prejudica-lo, deve-se fazer na vida a dois, quando (por exemplo) uma “sobremesa maravilhosa” aparece e te deixa com água na boca… Fortemente tentada… Mas você sabe que se cair em tentação, irá estragar (talvez) não o seu corpo, mas com certeza, deixará feridas na sua consciência.

Como diz a cantora Sandra de Sá, “Ninguém aqui é puro, anjo ou demônio… “.

Mas sabemos bem pra qual lado sentimos nossa conduta pender, quando cedemos, ou resistimos as tentações (prejudiciais) da vida. Por prejudicial, entenda-se; Aquilo que vá trazer arrependimento, ou dor física ou emocional a outras pessoas e principalmente, aquilo que te faça trair (não a pessoa com quem você se relaciona, mas você mesma). Porque quando caímos em tentação e traímos quem amamos, a primeira pessoa a ser traída, fomos nós mesmas, se traímos o coração e a confiança de alguém que amamos.
A primeira (e talvez maior) dor, fica no peito de quem cometeu o ato.

E ainda que nenhuma pessoa (além de você) fique sabendo, ainda assim, sua consciência sabe. E de forma gritante, ou as vezes silenciosa, ela cobra os erros cometidos em forma de sentimentos negativos, para que você entenda, que aquilo foi realmente errado. E a partir dai, a escolha é sua! Sempre foi… continuará sendo.

E ai, o que escolherei ?! Quais as consequências disso ? Eu me orgulharei disso ?

Se faça (sempre) essas perguntas, quando se sentir tentada. Seja pelo que for. E com certeza, você vai se acostumar a isso em todas as áreas da sua vida. E vai se orgulhar muito de você mesma. Portanto. Seja qual for o tipo de tentação pelo qual você passe, se faça as três perguntas feitas acima e verá que será mais feliz.

Obrigada por terem lido. Nos vemos em breve.

Deixe seus comentários para saber o que acham sobre o assunto.

Envie seu comentário

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE